Materiais hidráulicos

Lista de materiais hidráulicos para a obra

lista-de-materiais-hidraulicos-para-a-obra-distribuidora-campeao

Desde que sonhamos em construir uma casa do nosso jeito, alguns materiais começam a povoar nossa imaginação. São aqueles que utilizam-se nas fachada, para revestimentos e potencializar o conforto dos moradores. Por sua vez, os materiais hidráulicos ocupam um lugar menor na preocupação dos sonhadores.

Todavia, quando o sonho começa a ganhar forma e se concretizar, é perceptível a relevância de alguns materiais – como tubos e conexões, caixas e registros. Eles são a garantia de conforto no longo prazo e menos prejuízo futuro para sua obra.

Por isso, ressaltamos a importância de se atentar à qualidade desses materiais hidráulicos, bem como, oferecemos um check list abrangente que será necessário em sua construção. 

MATERIAIS HIDRÁULICOS ESSENCIAIS: CAIXAS D’ÁGUA

Um dos principais itens do sistema hidráulico de um imóvel, a caixa d’água é o reservatório e também responsável pela distribuição de água por toda a residência. Portanto, deve fixá-la em local elevado para regular a pressão da saída de água nas torneiras, chuveiro e descarga.

A Norma NBR 14799 estipula as regras técnicas para fabricação das caixas d’água. Dessa forma, segundo as especificações contidas no documento, o corpo da caixa deve ser construído em polietileno e a tampa em polietileno ou polipropileno. 

Como existem tamanhos variados, com capacidade entre 310 e 5000 litros, selecione o reservatório que supra, pelo menos, 24 horas das necessidades dos moradores. 

AQUECEDORES 

O aquecimento de água se apresenta tanto como item para maximizar o conforto dos usuários quanto como item de necessidade, em regiões mais frias do país. Assim, tanto para uns casos quanto para os outros, eles podem utilizar três fontes de energia para aquecer a água: energia elétrica, solar e a gás.

São dois os modelos de aquecedores:

  1. Aquecedor de passagem: exemplo comum é o chuveiro, no qual a água se aquece ao passar pelo equipamento, não havendo modo de conservação e acúmulo. Trata-se de recurso para uso rápido, geralmente, individual; e
  2. Aquecedor por acumulação: a água aquece em um reservatório e acumulada num boiler, local em que a temperatura mantem-se para uso fracionado durante o dia e por diferentes usuários.

Antes de selecionar qual o tipo de aquecedor, considere o princípio da sustentabilidade para dar preferência a modos de energia limpa, como é o caso da energia solar.

CAIXAS DE GORDURA E CAIXAS DE INSPEÇAO – MATERIAIS HIDRÁULICOS VOLTADOS PARA O SISTEMA DE ESGOTO

O sistema de esgoto é de importância vital em um imóvel. Sua função consiste em eliminar com eficiência líquidos e dejetos sem causar entupimentos, impedindo a retenção de materiais e o retorno de cheiros.

Dois materiais hidráulicos são presença imprescindível para manter-se o fluxo adequado nas tubulações. São eles a caixa de gordura e a caixa de inspeção. 

A caixa de gordura funciona por decantação. Ou seja, a gordura e demais dejetos sólidos ou mais pesados que a água baixam-se ao fundo da caixa. Assim sendo, dão passagem livre aos líquidos, impedindo o entupimento da encanação. Para tanto, deve-se instalar fora da construção.

Esfriada, a gordura se solidifica no fundo da caixa. Dessa forma, permite-se sua adequada remoção e limpeza. São atitudes que conservam a vida útil de todo o encanamento da cozinha.

A caixa de inspeção também deve-se instalar fora da construção e tem uma importante função no sistema de esgoto. Uma vez que ela permite o acesso e manutenção das tubulações presentes no sistema de esgoto.

RALOS E GRELHAS

Não menosprezemos, entre os materiais hidráulicos de um imóvel, os ralos e as grelhas. Isso porque é através deles escoam líquidos de pias, tanques e pisos de áreas laváveis. 

Portanto, não se esqueça de selecionar materiais de qualidade e resistentes para alcançar longa vida útil e eficácia. 

SISTEMAS DE DESCARGA

Os sistemas de descarga são compostos por materiais hidráulicos que tem a função de encaminhar, através de pressão de escoamento, dejetos e líquidos do vaso sanitário para o sistema de esgoto doméstico.

No mercado, atualmente se encontram disponíveis três modalidades de descarga:

  1. Caixas de descarga: reservatório aéreo, elevado acima do vaso sanitário, que funciona quando acionada por uma corda na lateral. É o sistema mais antigo e tem a tubulação exposta;
  2. Caixas acopladas: de fácil instalação e manutenção, acionam-se por válvulas na parte superior. Inclusive, modelos mais modernos, contribuem para a redução de desperdício de água, possuindo duplo acionamento – para escoamento parcial ou total da água contida no reservatório; e
  3. Válvula hidra: trata-se de uma tubulação interna de água fria que interliga a caixa d’água ao vaso sanitário. Quando aciona-se a válvula, há liberação de água para o escoamento dos dejetos do vaso sanitário.

TUBOS E CONEXÕES – MATERIAIS HIDRÁULICOS FUNDAMENTAIS

A maioria dos problemas que ocorrem na rede hidráulica de um imóvel diz respeito aos tubos e conexões. Assim, para fins de definição, entendemos tubos como as peças cilíndricas e ocas utilizadas para conter e transportar a água para as diferentes áreas da casa. Bem como o esgoto para sua destinação final.

Já as conexões são peças menores que são utilizadas para conectar os tubos, efetuando as mudanças de grau e de pressão necessárias para o bom desempenho da rede. 

Apesar de haver parâmetros quanto ao tamanho e formato de tubos e conexões, utilizam-se diferentes tipos de materiais para sua fabricação. Assim, observa-se que cada tipo desses materiais hidráulicos se adapta a uma função ou necessidade na rede hidráulica, como se vê na relação abaixo:

  • PVC branco roscável – usa-se amplamente o policloreto de vinila em construções, devido sua resistência e baixo custo e praticidade de instalação. O modelo branco roscável é ideal para a água fria, de fácil desmontagem e ideal para áreas de constante manutenção;
  • PVC branco para esgoto – a diferença desses com os anteriores está no tamanho, que aqui tem dimensões maiores, e na resistência à pressão da água, que nesses é menor. Portanto, podem utilizar-se apenas no sistema de esgoto;
  • PVC marrom soldável – tubos e conexões que também são destinados à agua fria. Eles são extremamente resistentes e práticos de serem instalados pelo sistema de soldagem com adesivo plástico;
  • CPVC – são mais resistentes ao calor do que os de PVC, suportando até 80ºC. Portanto, são alternativas aos tubos e conexões de metais. Porque têm custo menor e detém mais facilidade para instalação; e
  • Cobre e latão – tradicionalmente utilizadas para o sistema de água quente. Está constantemente perdendo terreno porque é mais oneroso para o orçamento da obra e mais difícil de instalar-se.

REGISTROS

Por fim, entre os materiais hidráulicos que você deve adquirir para sua obra, os registros são instrumentos usados para iniciar ou interromper o fluxo de água. Bem como, para controlar esse fluxo.

Para esta última função, utiliza-se os registros de pressão em torneiras e no chuveiro para controlar a saída de água.

Já para apenas iniciar e interromper a saída de água, os registros de gaveta e de esfera são utilizados para interromper o fluxo de água para algumas áreas específicas, em caso de manutenção ou reforma.

Quer ver mais dicas sobre materiais para obra? Acesse nosso site! Além disso, acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das nossas ofertas!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *