Dicas de obra

Como realizar a cura do concreto

como-realizar-a-cura-do-concreto-distribuidora-campeao

Você sabe o que é a cura do concreto e porque ela é tão importante? Bem, é exatamente sobre isso que nós vamos falar no nosso conteúdo de hoje. Mas já adiantamos uma coisa: uma boa cura do concreto é primordial. Afinal, é a garantia de que sua obra irá manter-se segura, estável e adequada para sua finalidade. 

Se você quer descobrir como realizar a cura do concreto, sugerimos que preste muita atenção neste conteúdo e continue conosco até o final!

O que é a cura do concreto?

Para podermos entender mais sobre a cura do concreto, precisamos partir de um ponto de vista um pouco mais técnico.

No início do processo de concretagem acontece a “pega” do concreto. Isso significa que o cimento começou a reagir com a água em uma relação de liberação de calor e seu consequente aumento de temperatura.

Se, durante esse processo, o concreto estiver com pouca água, sua retração acontecerá rápido demais e, inevitavelmente, surgirão trincas no concreto.

Dessa forma, “curar o concreto” pode traduzir-se como o ato de manter o concreto sempre molhado. Dessa forma, ele não sofrerá essa retração rápida e possa se solidificar perfeitamente.

Apenas para contextualizar, esse processo de cura costuma acontecer em todo e qualquer tipo de estrutura concretada, mas as peças que apresentam maiores problemas de cura são:

  • Lajes;
  • Pisos;
  • Fundos de piscinas;
  • Quadras.

Como identificar uma cura mal feita?

A receita para identificar uma cura mal feita é muito simples: se existirem trincas ou pequenas fissuras na superfície do concreto, este é um sinal de que o processo não foi feito da forma correta.

Como realizar a cura do concreto da forma certa?

Conforme mencionamos, para que o concreto seja curado corretamente, é importantíssimo que ele esteja imerso em água o tempo todo.

Na prática, isso quer dizer que toda estrutura recém-concretada precisa que alguém a molhe pelo menos 3 vezes por dia. Em uma divisão simples, pode-se dizer que a primeira molhação deve acontecer às 8h00, a segunda às 12h00 e a terceira às 15h00.

Porém, se guiar somente por essa regra pode ser bastante problemático, principalmente por conta das variações climáticas de cada local do nosso país. Nesse caso, indica-se seguir esse padrão e sempre verificar se o concreto está seco. Se ele estiver, basta molhá-lo novamente quantas vezes forem necessárias.

Lembre-se: nesse tipo de caso, vale mais a pena pecar pelo excesso do que pela falta. 

Você também pode utilizar lonas para melhorar o processo de cura

A utilização de lonas ou mantas ajudam a manter a superfície molhada por mais tempo. Assim, nesse caso, na hora de fazer uma nova molhação, basta colocar a mangueira por baixo da lona para que o concreto seja devidamente molhado.

Isso costuma funcionar melhor para superfícies planas, como pisos e lajes.

A cura do concreto também pode ser feita quimicamente

Sim, é isso mesmo que você leu. Atualmente, existem produtos químicos à base de resinas sintéticas que criam uma película protetora no concreto e facilitam o processo de cura.

Porém, nem tudo é tão simples como parece. Por ser um produto químico, é necessário que o aplicador utilize vários EPIs e tenha capacitação adequada para tal ação.

Mas não se engane: se você realizar a molhação do concreto de forma frequente, não restam dúvidas de que a cura do seu concreto será perfeita.

Caso tenha alguma dúvida sobre este processo, fique a vontade para deixar o seu comentário aqui embaixo. Desse modo, podemos te ajudar a realizar o processo da forma certa, prevenindo futuros problemas e melhorando a qualidade do seu concreto!

Caso tenha ficado com alguma dúvida, deixe o seu comentário aqui embaixo para que possamos te ajudar da melhor maneira possível. Até mais!

Quer ver mais dicas sobre materiais para obra? Acesse nosso site! Além disso, acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das nossas ofertas!

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.