Dicas de obra

Quais os principais tipos de sapatas de fundação

tipos-de-sapatas-para-fundacao-distribuidora-campeao

Existem diversos tipos de sapatas de fundação no mercado, sendo que cada uma delas possui uma finalidade específica para a construção. Bem, a sapata é um elemento fundamental para qualquer tipo de construção, já que funciona como uma base para todas as outras estruturas. 

Sendo assim, é importante que você entenda um pouco mais sobre ela. Assim, poderá avaliar se a sua montagem está sendo feita da melhor forma possível. Além disso, a montagem correta garante a segurança da obra.

Por isso nós queremos te mostrar no conteúdo de hoje os principais tipos de sapatas de fundação. Quer saber mais sobre o assunto? Então confira o conteúdo abaixo!

Qual é a importância das sapatas de fundação para a obra?

Toda construção precisa ser feita sobre um alicerce resistente, com capacidade para suportar o peso exercido sobre ele. Até porque, sem uma boa fundação não há segurança alguma para a obra em questão.

Naturalmente, existem vários tipos de fundações, mas a sapata acaba sendo muito comum dentro da realidade da maioria das pessoas. 

A sapata é uma fundação rasa e coloca-se geralmente em uma profundidade maior do que 3 metros. A partir daí a carga da estrutura de uma obra é distribuída para a sapata e ela faz a transferência de força para o solo.

Ela é muito utilizada para obras menores, como casas, ou então quando o terreno já é bem firme e não precisa de uma fundação mais avançada.

Como monta-se a sapata?

A sapata é uma estrutura de concreto armado, sendo que no seu interior utilizam-se armaduras para aumentar a resistência à tração, flexão e torção.

A sua montagem acontece da seguinte forma: São estruturadas armaduras de aço em uma forma de grade, sendo que elas podem se juntar para formarem um “cubo” ou então serem usadas individualmente. E isso depende exclusivamente do tipo de construção.

Essas grades de aço são colocadas em um buraco, posicionadas de modo que não haja contato direto com o solo, pois isso pode prejudicar o contato entre aço e concreto.

Em seguida, preenche-se as sapatas de fundação com concreto, criando assim a estrutura de concreto armado que dará o suporte para toda a construção. A grande vantagem das sapatas é que elas são baratas, práticas e muito eficientes, sendo ótimas em termos de custo-benefício para as obras.

Quais os principais tipos de sapata?

Existem vários tipos de sapatas e cada uma delas possuem suas próprias especificidades, que estão diretamente ligadas aos ambientes construtivos onde serão utilizadas.

Para que isso fique mais claro, iremos apresentar a seguir os principais tipos de sapatas existentes no mercado:

Sapata isolada

A sapata isolada geralmente possui um formato retangular e é dimensionada para suportar apenas a carga de um pilar ou coluna. 

Essas sapatas de fundação interligam-se pelo baldrame e assim conseguem receber o peso total de edificação, já que são as colunas que suportam esse peso e o transferem para a sapata.

Os dois modos mais comuns de armar uma sapata isolada é utilizando o método de radier ou a gaiola.

Sapata corrida

Usa-se a sapata corrida para suportar cargas de muros, paredes e outras estruturas mais alongadas. A escavação para a instalação da sapata é feita manualmente.

A sapata corrida é feita com concreto e pedras de mão, pois como as cargas são lineares, ela pode ser mais fina em termos de comprimento e ter uma estrutura um pouco mais simples.

Sapata associada

Utiliza-se a sapata associada para transmitir a carga de dois pilares ou mais para a mesma.

Isso é feito quando o espaço entre duas sapatas de fundação seria muito pequeno, então se usa apenas uma que será responsável pelo suporte de dois ou mais pilares próximos.

O ideal é que ela seja colocada no centro de gravidade dos pilares, para que a distribuição de balanços seja perfeita. 

Sapata de divisa ou Sapata Alavancada

Monta-se a sapata de divisa ou alavancada em conjunto com uma viga de equilíbrio, justamente porque ela não consegue ficar no centro de gravidade do pilar. Utiliza-se muito em divisas de terrenos ou em locais onde a estrutura está muito próxima a algum obstáculo.

Como fazer as sapatas de fundação corretamente?

A seguir vamos deixar algumas dicas para que você consiga montar a sua sapata corretamente:

  • Toda sapata precisa ter uma dimensão superior a 60cm;
  • Deve-se fazer uma sondagem do solo antes da montagem das sapatas;
  • A escavação deve ser feita de acordo com o projeto;
  • A sapata deve receber uma camada de concreto de 5cm no fundo e também nas laterais para proteger a estrutura de ferro de umidade do solo;
  • Deve-se posicionar a armadura de aço no local;
  • Os arranques dos pilares são fixados na sapata;
  • Após a cura do concreto, a sapata deve ser desformada e enterrada novamente.

Quais os cuidados importantes com as sapatas de fundação?

Veja a seguir alguns dos cuidados mais importantes que você deve ter com as sapatas:

  • A sapata deve estar perfeitamente nivelada;
  • A escavação deve ter uma camada de concreto fino;
  • A fundação deve receber uma camada de argamassa impermeabilizante;
  • Os centros de gravidade do pilar e da sapata devem alinhar-se;

Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Então deixe o seu comentário ou entre em contato conosco para que possamos te ajudar! 

Quer ver mais dicas sobre materiais para obra? Acesse nosso site! Além disso, acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das nossas ofertas!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *